INCC tem variação de 0,75% em abril

27, abril, 2011

O setor imobiliário cresceu consistentemente nos últimos meses, sobretudo após o país superar os principais e nocivos efeitos gerados pela crise financeira global. Jovens e adultos, com pouca ou altas remunerações, passaram a destinar parte de seus salários à aquisição de imóveis na planta ou, em alguns casos, usados.

Indexador utilizado no reajuste de parcelas de empreendimentos adquiridos na planta, o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M) apresentou variação de 0,75% em abril, taxa 0,31% superior ao 0,44% do mês passado.

Segregado por grupos, o índice relacionado a Materiais, Equipamentos e Serviços desacelerou de 0,60% registrado em março para 0,36% em abril. A taxa atinente a Mão de Obra, contudo, subiu para 1,16%, contra 0,27% de antes.

De acordo com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), a taxa concernente a Materiais e Equipamentos decresceu de 0,64% para 0,40%, enquanto o índice ligado a Serviços arrefeceu de 0,46% para 0,21%.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Construção Civil, INCC, Reajuste preço