Investir em imóvel: vale a pena comprar para alugar?

17, dezembro, 2009

Para aqueles que possuem recursos sobrando, uma boa opção de investimento está na aquisição de imóveis comerciais ou residenciais para aluguel.

É uma forma de se garantir uma Renda Fixa.

Mas até que ponto vale a pena realizar essa negociata?

Aluguel, Compra, Construção Civil, Imóveis Novos, Investimento

Financiamento de imóveis pela Caixa – requisitos e documentação

9, dezembro, 2009

A Caixa é o principal banco, no Brasil, para financiamento de imóveis. Os requisitos para financiar não são muitos e é possível utilizar o FGTS. Se você for mutuário ou responsável por dívidas do imóvel, pode financiar até 80% do valor em 20 anos. Mas se não o for, o financiamento pode ser de até 100% do valor do imóvel!

Em geral, os requisitos, resumidamente, estão abaixo. Convém ler a seção Dúvidas Frequentes da Caixa aqui.

  • ter renda compatível com a prestação e valor do imóvel
  • não ter o nome no SPC/Serasa
  • não estar em dívida com a Caixa nem estar movendo processo judicial contra a mesma

Com relação à documentação, você vai precisar do básico, ou seja, RG, CPF, comprovante de renda e residência. O restante pode variar bastante conforme sua profissão (autônomo, profissional liberal, empresário), estado civil ou tipo do imóvel que você estará comprando (pode ser necessária a apresentação de documentos do vendedor, também). A Caixa facilitou bastante a vida de quem procura essa informação, ao disponibilizar um formulário (clique aqui para acessá-lo). Para quem preferir, há outro formulário aqui, do Feirão de Habitação Caixa. Apesar do “feirão”, os documentos necessários são os mesmos.

Os juros normalmente empregados seguem a tabela do SAC, ou Sistema de Amortização Constante, onde as prestações vão diminuindo ao longo do tempo. Há somente uma correção correspondente à taxa de juros anual. Dependendo da modalidade de financiamento, esta taxa varia conforme o valor do imóvel, quanto mais barato for, menor será. Hoje, ela se encontra em pouco mais de 8% para imóveis de até R$ 130 mil, e chega perto de 13% ao ano para imóveis acima de R$ 200 mil. Clique aqui para ver uma tabela com valores recentes.

Caixa Econômica, Financiamento

Ética Imobiliária – imóveis no Rio de Janeiro-RJ

9, dezembro, 2009

A Ética Imobiliária é uma das maiores imobiliárias na Cidade Maravilhosa. Integrante do Grupo Brasil Brokers, uma gigante do grupo imobiliário presente nas principais capitais do país – do qual fazem parte nomes como Avance, Del Porte e outros – a Ética é especializada em imóveis novos e prontos para morar ou usar.

Isso, além da oferta grande de imóveis, torna bastante atraente os serviços desta imobiliária, já que é possível ver os imóveis no site e então visitá-los sem o risco de comprar “no escuro” imóveis na planta.

A Ética conta com uma ampla rede de filiais, no Centro, Afonso Pena, Barra da Tijuca, Bangu, Bonsucesso, Botafogo, Cachambi, Campo Grande, Copacabana, Engenho de Dentro, Flamengo, Fonseca, Freguesia, Grajaú, Icaraí, Ilha do Governador, Ipanema, Jardim Botânico, Madureira, Méier, Sãens Peña, São Gonçalo, Taquara, Vila da Penha e Vila Valqueire. Endereços, telefones e e-mails de cada uma dessas filiais podem ser encontrados aqui.

Website: http://www.etica.com.br/

Imobiliárias, Rio de Janeiro

Documentação pode atravancar metas do “Minha Casa, Minha Vida”

2, dezembro, 2009

Uma reportagem veiculada pela Agência Estado atesta que Jorge Hereda, vice-presidente de Governo da Caixa Econômica Federal, disse que o banco tentará seguir à risca suas metas iniciais para contratar as 400 mil unidades estimadas dentro do programa “Minha Casa, Minha Vida”. Para tanto, relata que a documentação dos projetos precisa, necessariamente, estar completa.

Se isso não acontecer, ou seja, se a documentação não estiver em dia, parte das 400 mil unidades serão efetivadas apenas no ano que vem. Ainda dentro dos números do programa, 1 milhão de moradias poderão ser contratadas até o final de 2010.

Em entrevista à AE, Paulo Safady Simão, presidente da Câmara Brasileira da Indústria de Construção (CBIC), relata que até o atual momento, apenas 130 mil das 495 mil unidades foram contratadas. Portanto, prevê que até o final deste ano não serão conquistadas as contratações em sua totalidade.

A matéria completa pode ser lida em aeinvestimentos.limao.com.br.

Por Luiz Felipe T. Erdei

Caixa Econômica, Construção, Imovel, Minha Casa Minha Vida, Moradias